Dark Shadows (Sombras da Noite)

Esse Tim Burton está mesmo no mundo errado. E graças a Deus. Afinal, alguém tem que sair desse óbvio e dirigir algo que inspire as pessoas seja lá para o quê, desde que cause e não apenas passe, como a maioria. Então, palmas para Dark Shadows ou Sombras da Noite, no título em português, o primeiro filme do ano a sair do quadrado.

IMO.: O trailer é um excelente resumo do filme, pois além de mostrar o bom que está por vir, dá um aperitivo da qualidade fotográfica, artística e cenográfica do longa, qualidades de Tim Burton que melhoram a cada trabalho. Nem vou dizer que Johnny Depp está ótimo porque é chover no molhado. Destaco a excelente atriz Chloë Grace Moretz, que interpreta a típica adolescente dos anos 70, Carolyn Stoddard, com maestria e sensualidade de poucos. Inclusive, interpretação é um dos pontos fortes do filme, com expressões e gestos lapidados a mão. Gostou do trailer, vá: a estreia no Brasil será em 22 de junho, vale a pena esperar!

Mauricio Miranda

The Lucky Man (Um homem de sorte)

“O amor é uma flor roxa que nasce no coração dos trouxas”, essa frase é definitivamente ridícula, mas faz todo o sentindo quanto se assiste a Um homem de sorte, com Zac Efron e baseado no livro homônimo de Nicholas Sparks. Sem mais, vamos ao trailer.

IMO: Se vocês viram alguma expressão no rosto de Zac Efron pelo trailer, sintam-se satifeitíssimos, pois essas foram as poucas vezes que esse ator (para lá de canastrão) moveu o rosto para interpretar o personagem principal desse romance. A história, devo dizer, é até interessante: um militar que encontra a foto de uma garota durante uma batalha no Afeganistão e, por isso, escapa de uma explosão. Impressionado, resolve, com o fim de sua operação, encontrar a garota da foto, eles se apaixonam (óbvio), só que o rapaz não diz que a ligação entre eles está relacionada à foto. Desse ponto, o drama (super desnecessário e mal explicado) se desenrola. Olha, o filme é ruim (e ponto). A adaptação das falas para o cinema foram péssimas. Zac Efron só pode ter sido mal dirigido ou ter tomado uma injeção supersônica de botox, porque o coitado não dá uma expressão ou um sorriso que preste. É um verdadeiro boneco de cera. Pronto, daqui em diante Zac Efron será um boneco de será para este blog. Enfim, a estreia é esta semana, 27 de abril. Bom (mau) filme.

American Reunion (American Pie: o reencontro)

Definitivamente preciso parar de assistir filme porcaria. Estou guardando alguns tickets só para saber qual desses eu nunca mais devo se quer pensar em assistir. Um desses tickets é o do American Pie: o reencontro, uma tragédia à inteligência humana. Mas, se você, ser humano normal, ainda quer provar essa ruindeza por seus próprios olhos, veja o que vai encontrar por lá.

IMO: Se você riu com o trailer, contente-se com ele. Não gaste dinheiro, assista mais duas vezes esse trailer, se quiser, e isso já será o suficiente para entender tudo sobre esse filme (e ver alguma graça nele também). Digo isso, pois não há o que realmente valha a pena nesse filme. As piadas mais engraçadas estão no trailer. Não ouvi um ser vivo gargalhar no cinema. E olha que fui no dia da estreia. Todas as cenas são obvias e previsíveis. Só valorizo o trabalho dos autores, que dentro de um texto horrível e umas cenas de mal gosto, ainda fazem um bom trabalho de interpretação. É lógico que ficou uma vergonha alheia no ar, mas eles foram bem pagos para isso.

por Mauricio Miranda

Titanic 3D

Uma, duas, três, quatro, talvez, cinco vezes. Sim, confesso, assisti Titanic umas cinco vezes, a maioria em versão com legendas e algumas numa péssima dublagem para o português. Gosto da história, gosto da ideia do filme, gosto como foi conduzido e gosto principalmente de saber que, embora seja baseado em uma história real, é só uma bela ficção. Essa insistência de tentar comprometer o filme a verdade dos fatos não “cola” para mim. Então, para quem quer se rasgar em frente da telona mais uma vez (com direito a óclinhos 3D), segue minha análise com base na relação entre o trailer e o filme.

IMO.: Gostei muito da versão em 3D do Titanic. O trailer não traz nada de novo, assim como o filme, por isso não espere cenas a mais ou a menos. Se houve cortes, foram mínimos e quase imperceptíveis. O que mais impressiona, e já dá para notar no trailer, é a qualidade dos efeitos especiais e sonoros que foram melhorados para se adequar às novas salas de alta projeção. Aquela cena em que o navio está se partindo e os personagens principais estão se segurando nas barras de proteção, por exemplo, já não dá aquela sensação de estar assistindo Power Rangers (rei dos piores efeitos especiais ever). Minha cena favorita em 3D é a dos corpos boiando no oceano. Excelente. Gostou? Está afim de ver? A estreia no Brasil acontece em 14 de abril. Vá!

por Mauricio Miranda

21 Jump Street (Anjos da Lei)

Bem ao estilo americano de ser, 21 Jump Street (ou Anjos da Lei) tem sido bem recebido pelos críticos. O filme mostra dois recém (e já fracassados) policiais que vão parar em um centro de policiamento disfarçado, com a tarefa de investigar uma quadrilha de traficantes que atua em escolas da região. O elenco conta com os novos queridinhos da América, Jonah Hill e Channing Tatum, além de uma participação rápida (porém honesta) de Johnny Depp.

IMO*: Eu sei que pelo trailer parece só mais um filme americano babaca. E pensando bem, até é. Mas, por incrível que pareça, tem algo nesse longa que o trailer não mostra, um tom sarcástico que dança sobre o próprio jeito americano de fazer filme. Para ser mais exato, Anjos da Lei é uma caricatura dos clichês e um boa razão para dar risada. No entanto, não espere um Tatum muito engraçado, fica no razoável. Já Jonah Hill é ótimo, mas péssimo na cena em que banca o Don Juan (não colou). Enfim, não é a melhor comédia, mas serve para aquele domingo vazio em que uma ida ao cinema soa bem. A estreia está prevista para 04 de maio.

por Mauricio Miranda

The Lorax

A animação politicamente correta da Universal Pictures estreou há duas semanas nos EUA e tem atraído uns milhões às salas de cinema, graças a um amplo pacote de marketing (algo pouco visto depois da crise de 2008) e uma boa história com apelo a sustentabilidade. Para resumir o conto, o longa transcorre desse jeito: garoto quer impressionar menina bonita, que diz estar interessada em uma árvore de verdade, o que faz o garoto deixar a cidade de “plástico” para trazer a bendita árvore. No transcorrer dessa “aventura”, ele descobre algo que pode mudar o destino de todos…

 
IMO*: Se pelo trailer você, maior de 17 anos, gostou do filme e já está pensando em garantir seu ingresso, pode reduzir essa expectativa a menos um, pois essa é realmente uma animação para crianças. Isso mesmo, não é igual Shrek, Gato de Botas ou a Era do Gelo, The Lorax é 100% infantil. Mas se você tem sobrinha, neto, filho, afilhado, enteado, vizinho ou quer fazer a caridade de levar uma criança menor de 12 anos ao cinema, essa é a melhor opção. No entanto, diferente do que mostra o trailer, tem musical no meio, ou seja, para quem não gosta do gênero, vai ter que aturar dancinhas e musiquinhas (para melhorar: adaptações de sucessos americanos). No mais, o filme tem uma ótima fotografia e, embora não siga didatismos exagerados, tem um tom educativo mais presente do que o mostrado no trailer. E, sim, é fofo mesmo. Por isso, anota aí: estreia dia 30 de março.

Project X

Festa de aniversário, colégio americano, “loosers” tentando se tornar popular, isso só podia dar em muita besteira, falta de responsabilidade, mulher pelada, gente bêbada, droga, sexo e muita confusão. Mas no final da conta, por incrível que pareça, essa lambança fez de uma ideia totalmente irreal um excelente filme.

IMO*: Esse trailer pode causar duas reações, ódio ou forte interesse. Se você ficou com o ódio, mas gosta de cinema, ainda vale a ida. O uso da câmera em tom de documentário é fascinante e muito bem explorado, sem ficar carregado. O roteiro foi bem desenvolvido, sem deixar buracos ou cenas perdidas. Por outro lado, se sua percepção foi “PQP… eu quero ver isso aí”, não pense duas vez, vá e se prepare para dar muita risada. No geral, o filme oferece mais cenas engraçadas do que o trailer e os atores estão completos e entregam o que esse montante de insanidade pede. Então, abre a agendinha e anota aí, Project X estreia no Brasil dia 16 de março.

por Mauricio Miranda